Gestão do tempo

Por Maria Walesko

Sempre ouvi dizer que se eu quisesse que algo fosse feito eu deveria entregar a tarefa para alguém que fosse muito ocupado, por que esta pessoa faria o que eu pedi. E esta frase faz sentido no seguinte cenário: se uma pessoa é muito ocupada, provavelmente ela se organiza através de uma lista, para se orientar e para poder cumprir tudo. Prioriza aquilo que é mais importante, garantindo assim todas as suas tarefas sejam cumpridas.

Quando penso nas pessoas que tem sucesso, noto que estas pessoas são aquelas que gerenciam bem o seu tempo. Elas tem autoconhecimento e sabem onde querem chegar. Com isto elas mapeiam o que deve ser feito e priorizam as atividades que as deixarão mais perto de alcançar seus objetivos.

Agora, você deve estar se perguntando, por onde eu começo?

Seguem algumas dicas que os principais livros de gestão do tempo pregam:

– Encontre sua meta nobre, ou seja, onde você quer chegar? Liste quais são as atividades que o levarão mais próximo dela, priorize estas atividades na sua agenda e execute.

– Na sua agenda, coloque estas atividades antes de qualquer outra. Elas não devem tomar mais de 70% do seu tempo útil (descontando refeições, higiene e sono), pois é necessário um reservar tempo para seu lazer, esporte e socialização, afinal uma vida em equilíbrio ajuda na manutenção do foco.

– Finalmente, cumpra o que se dispôs a fazer com disciplina. Depois revisite a sua agenda para avaliar se a execução foi bem feita e se a agenda esta adequada, caso contrario, realize as melhorias.

Quando eu passei por um processo coach de mudança de carreira, defini minha meta nobre e através dela fui elencando o que eu precisaria fazer para chegar lá. Entraram na lista de tarefas a serem feitas alguns cursos, a criação de uma marca que identificasse esta carreira, entre outras necessidades.

Dentro da minha meta nobre também estava o cuidado com minha saúde e família, então nas minhas atividades diárias estão previstas algumas rotinas como exercícios físicos, tempo para ter uma alimentação de qualidade e o tempo para passar com minha família em atividades que gostamos.

Da mesma forma, atividades que não agregam valor ao objetivo (como assistir TV sem algum objetivo específico, por exemplo) foram limitadas. Eu planejo, reviso e atualizo estas atividades semanalmente. Diariamente, consulto a minha agenda para revisar as tarefas e garantir que sejam cumpridas.

E, como não temos o controle de tudo o que acontece na vida, mesmo quando acontece algum imprevisto, é possível adequar a agenda sabendo o que pode ser excluído, o que precisa ser realocado e o que não pode mudar.

Desta forma é muito mais fácil para mim, conseguir cumprir toda a rotina e fazer várias atividades durante a semana. Para conseguir isso, eu tive que definir o que é mais importante para a minha vida e não deixar me levar pelo que é mais fácil, o que exige uma dose de disciplina diária.

Hoje após 2 anos nesta rotina, tenho muito mais tranquilidade na hora de planejar minha semana e a segurança de que não esqueci de fazer as coisas mais importantes e que me conduzem a meta nobre.

Espero que essas dicas te ajudem a melhorar a sua gestão do tempo.

Adicionar comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Quero saber mais!

Preencha o formulário abaixo para entrarmos em contato com você

X